Atuação da Juceal é aprovada por 98% dos clientes, revela pesquisa

A Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) executou, durante os dias 26, 27 e 28 de dezembro do ano passado, uma pesquisa de satisfação com 54 clientes que compareceram à sede do órgão alagoano de registro. O estudo revelou que 98% dos usuários dos serviços da Juceal aprovam a atuação da entidade, no qual 17% consideram que o desempenho da Junta Comercial foi acima do esperado.

Por meio de questionário feito com os clientes presentes no atendimento – único procedimento ainda com opção de ser feito de maneira física -, foram respondidas questões como cumprimento de prazos, atuação dos servidores da Junta Comercial e disponibilização dos serviços presencial e on-line.

Em relação aos prazos, 84% dos usuários consideraram boa ou excelente a resposta ao tempo do processo, 16% avaliaram como razoável e nenhum citou como sendo ruim o cumprimento das entregas. Quanto ao período para atendimento, 85% classificaram como bom ou excelente, 13% citaram como razoável e 3% como ruim. A cortesia e a presteza dos atendentes, por outro lado, teve aprovação de 100%, com os clientes considerando os serviços como bons ou excelentes.

Ponto de estudo pela diretoria da Juceal para melhoria, o suporte telefônico do Portal Facilita Alagoas – porta de entrada para os processos de abertura, alteração e baixa empresarial -, foi o quesito com mais críticas. No questionário, o serviço apresentou aprovação de 25% dos clientes, onde 50% dos usuários analisaram o desempenho da central como sendo razoável e outros 25% como sendo ruim.

“O número de 98% é um espelho da modernização da Juceal. Essa modernização também deve ser olhada para outras situações. O suporte é um setor que sabemos das dificuldades e estamos procurando melhorar, mesmo com a demanda de atendimento de dentro e fora do estado. Ele deve ser o último recurso. O cliente tem outras formas de buscar a informação, como o site, a ouvidoria, o contato direto com o analista pelo Facilita e até as redes sociais. Cada vez mais essa conversa tem que ser via sistema”, destaca o presidente da Juceal, Carlos Araújo.

De maneira geral, observando cada quesito informado pelos usuários, os serviços avaliados do órgão apresentaram 36% das considerações sendo definidas como excelentes, 50% como sendo boas, 11% como razoáveis e apenas 3% como sendo ruins.

Na última edição da pesquisa, realizada em junho de 2017, a avaliação da atuação da Junta Comercial havia sido delimitada em 93%. O estudo referente a dezembro também pode ser conferido no site da Juceal.

Ascom – 17/01/2018

(Visited 9 times, 1 visits today)