Funcionários da Veleiro, em Maceió, fazem protesto por 13º

Os funcionários de uma das empresas de transporte público de Maceió, a Veleiro, paralisaram suas atividades na manhã desta segunda-feira (2). Cobradores e motoristas reivindicam o pagamento referente a primeira parcela do 13º salário, que segundo eles, ainda não foi depositada em suas respectivas contas.

A empresa tem nesse momento, cerca de 600 trabalhadores paralisados. Segundo eles, não existe uma previsão para as retomadas de suas atividades no dia de hoje, uma vez que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro), ressalta que a categoria exige uma reunião com os diretores da empresa.

Além das reivindicações referentes ao 13º, os trabalhadores estão cobrando o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

“O décimo é lei e ela deveria pagar. Além disso, existem outros agravantes. Tem pessoas com cinco, seis anos, que não tem FGTS, não tem INSS. Os carros com 18 anos rodando, sabemos que ela não vai pagar porque já está pagando precariamente. O que mais me espanta é que tem contrato com a Prefeitura. Ela deve ao sindicato R$ 300 mil porque ela desconta e não repassa”, explica o secretário-geral do sindicato.

Segundo os trabalhadores, existe um aviso na empresa informando que o pagamento referente ao mês de novembro só será liberado no dia 16 de dezembro.

02/12/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)