Governador em exercício prestigia transmissão de cargo ao novo reitor da Ufal

O governador em exercício, deputado estadual Marcelo Victor, participou, nesta quarta-feira (29), da cerimônia de transmissão do cargo para o novo reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que aconteceu no auditório da Reitoria, no Campus A.C. Simões. O professor Josealdo Tonholo assume o comando da instituição de ensino para o quadriênio 2020-2024.

Marcelo Victor enalteceu o processo democrático na Ufal: “É bonito nós testemunharmos que a política é pujante e a democracia é muito viva e forte na universidade. A democracia é um dos maiores ganhos da sociedade moderna. A universidade, não só a federal, como a nossa estadual, e todas as instituições de ensino superior têm que exercer e viver a democracia. E depois dos palanques desarmados, todos nós temos que nos unir pelo ensino público, que é o que dá oportunidade às pessoas que mais precisam, que são aquelas com menos acesso aos recursos”.

Josealdo Tonholo é o sucessor de Maria Valéria Costa Correia. Ela esteve à frente da Universidade nos últimos quatro anos. No discurso, Valéria relembrou as conquistas, avanços e dificuldades enfrentadas durante a gestão.

“Alguns dias depois do aniversário dos 59 anos dessa universidade, digo a todos que foi uma grande honra ter dirigido a maior universidade pública de Alagoas. Expressso minha gratidão à comunidade universitária e à sociedade alagoana. Entre as conquistas, temos o conceito 4 do Índice Geral de Cursos, que antecipa o cumprimento de uma das principais metas da Ufal: o plano de desenvolvimento constitucional, que estava previsto para ser realizado até 2023”, afirmou a agora ex-reitora.

O novo reitor destacou que a gestão trabalha para os estudantes. “Um dirigente que se atreve a assumir uma universidade deve acreditar na educação; que a educação transforma. Eu acredito nisso. Trabalharemos por essa causa, trabalharemos juntos”, afirmou.

Em seguida, Tonholo relembrou o passado dos pais, que eram imigrantes italianos em São Paulo. “De filho de operários sem instrução para reitor da Universidade Federal de Alagoas. Educação não é mercadoria, não está à venda na internet, não é algo que se compra em um ‘mercadinho’. Com carinho, aceito esse desafio, honrado pelo Conselho Universitário, que pratica a democracia e corroborou a decisão das urnas”, disse.

Ele também ressaltou a atuação da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), que esteve representada na solenidade pelo diretor-presidente Fábio Guedes. “Agradeço ao governador em exercício e peço que ele leve ao governador Renan Filho os meus parabéns. Temos uma Fapeal que funciona e orgulha o alagoano”, destacou o reitor.

Durante a solenidade, a nova vice-reitora, a professora Eliane Cavalcanti, tomou posse do cargo. Além dela, também tomaram posse os pró-reitores de Extensão, Clayton Santos; Estudantil, Alexandre Lima; de Graduação, Amauri Barros; de Gestão de Pessoas e do Trabalho, Wellington da Silva; de Gestão Institucional, Renato Luiz; e de Pesquisa e Pós-graduação, Iraildes Pereira. Também serão empossados o superintendente de Infraestrutura, Dilson Batista, e o chefe de Gabinete, Ubirajara Oliveira.

Estiveram presentes representantes do movimento estudantil; da sociedade civil; de outras instituições de ensino de Alagoas, entre eles Odilon Máximo, reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Carlos Guedes, reitor do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), e Henrique Costa, reitor da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Também marcaram presença os deputados Jó Pereira, Severino Pessoa, Marcelo Beltrão e Cabo Bebeto.

Ascom – 30/01/2020

(Visited 1 times, 1 visits today)