Júri de acusado de matar homem por R$ 4,00 é adiado para novembro

A 3ª Vara de União dos Palmares adiou o júri do réu Alessandro Ricardo da Silva, que estava marcado para esta quarta-feira (3). A nova sessão ocorrerá no dia 21 de novembro, a partir das 9h, no Fórum da Comarca.

O julgamento foi adiado porque o réu se recusou a ser assistido pela Defensoria Pública, constituindo novo advogado que também se negou a efetuar a defesa naquele momento, alegando motivo de saúde.

O juiz Anderson Santos dos Passos acolheu o pedido de adiamento com base no art. 456 do Código de Processo Penal. “Outro adiamento não será possível. No dia 21 de novembro o julgamento ocorrerá, e o réu será assistido pelo advogado constituído ou por um representante da Defensoria”, explicou.

 O caso

Alessandro Ricardo da Silva é acusado de matar Edvaldo Pedro da Silva após um jogo de dominó, em outubro de 2015. Segundo a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP/AL), Edvaldo cobrou do réu a quantia de R$ 4,00 referente às partidas que havia ganho.

Por Alessandro não querer pagar a dívida, iniciou-se uma discussão entre ambos. Uma terceira pessoa que estava presente no local teria oferecido R$ 15 para cobrir a dívida, mas a briga continuou.

Ainda de acordo com o MP/AL, o réu pegou uma faca peixeira e desferiu um golpe no peito da vítima, que morreu instantes depois. Após o crime, Alessandro da Silva fugiu do local montado em seu cavalo. O réu será julgado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil.

Ascom – 03/10/2018

(Visited 1 times, 1 visits today)